LOGO clara   HUMANAMENTE  |  PSICOLOGIA, PSICANÁLISE & FILOSOFIA

TEXTO DE APROFUNDAMENTO

 

Sequência

materialA forma de organização da sequência em que os conteúdos de uma matéria são apresentados influencia muito no sucesso da aprendizagem do estudante. Não é tarefa banal conduzir o estudante em meio aos diferentes aspectos de um assunto. Para Bruner, o desenvolvimento intelectual atravessa etapas, os seres humanos precisam atravessar ao longo de seu processo desenvolvimental pelos estágios enativo, icônico e simbólico. Logo, Bruner considera muito provável que essa seja também a melhor sequência para o processo de ensino/aprendizagem de uma matéria, mesmo em se tratando de crianças que já atingiram o estágio simbólico.

Sempre que possível, o professor deve proporcionar ao estudante primeiramente uma relação enativa com os conteúdos, ou seja, a interação física com o objeto de estudo, a exploração das características tangíveis do conteúdo a ser estudado. Em um segundo momento, deve-se adotar uma abordagem icônica com o uso de ilustrações, gráficos, diagramas e toda sorte de informação visual que favoreça a compreensão do tema. Por fim, deve-se adentrar à exploração simbólica da matéria com o uso de textos.

 

Aprendizagem por descoberta

Muitos criticam a aprendizagem por descoberta por suporem que o estudante estará sozinho durante o processo. Na verdade, a proposta da aprendizagem por descoberta é a de que os descoestudantes investiguem, em situações de aprendizagem planejadas, certos princípios básicos através de perguntas induzidas pelo professor. Os estudantes podem testar hipóteses, discutir alternativas, contando sempre com a orientação experiente do professor que é a autoridade naquela área de conhecimento. Essa abordagem oferece um nível muito maior de compreensão de fenômenos do que a simples leitura de um capítulo de livro.

 

Feedback e reforçamento

Na visão de Bruner, todos precisamos receber feedback, ou seja, saber como anda o progresso da nossa aprendizagem. Por isso, é fundamental que o professor forneça informações sobre a qualidade dos trabalhos dos estudantes no momento certo. Isso não pode ser feito cedo demais (antes de a aprendizagem ocorrer) nem tarde demais (quando informações incorretas já se consolidaram).

trofeu

Embora Bruner não seja behaviorista, ele entende que a aprendizagem necessita também de reforçamento, algum tipo de retorno que interesse o estudante, na linguagem popular, uma “recompensa”. O reforçamento deve ser realizado de acordo com o nível de desenvolvimento do estudante. Para crianças pequenas, no estágio enativo, um afago na cabeça ou aplausos podem ser suficientes. Nesse estágio as crianças gostam de coisas que envolvam ação, mais do que imagens e palavras. Já as crianças mais velhas podem gostar de elogios e notas.

Contudo, Bruner entende que o grande propósito do ensino é tornar o estudante autossuficiente. Por isso, essas recompensas externas devem ser sempre provisórias. O estudante não pode depender sempre de reforçamento oferecido pelo professor para aprender. O professor deve constantemente estimular o aluno a assumir responsabilidade pelo sucesso de seu próprio processo de aprendizagem.

 

------------------------

Obras recomendadas:

“Pontos de Psicologia Escolar”, de Célia Guimarães Barros.

“The Praeger Handbook of Education and Psychology”, de Joe L. Kincheloe e Raymond A. Horn, Jr.

“The Proccess of Education”, de Jerome Bruner.

“Introducing Bruner”, de Sandra Smidt.

Apenas usuários cadastrados podem comentar
  • Nenhum comentário foi encontrado

LOGO

SOBRE O SITE  |  FALE CONOSCO

Copyright© 2016 - 2018 - Todos os direitos reservados.

The Best Bookmaker Betfair Review betfair cvisit from here.