LOGO clara   HUMANAMENTE  |  PSICOLOGIA, PSICANÁLISE & FILOSOFIA

TEXTO COMPLEMENTAR

 

Allport se refere à personalidade como uma organização dinâmica. Ele acredita que a personalidade não pode ser considerada uma coleção de elementos fragmentados que agem de forma independente uns dos outros. A personalidade, segundo ele, está constantemente buscando a unidade enquanto se desenvolve e se transforma. Assim, o indivíduo nunca está pronto, está sempre se modificando.

Ele entende que as situações pelas quais passamos exercem uma influência sobre nós, mas nosso comportamento não é determinado por essas situações, e sim pelas percepções que cada um de nós tem em relação às situações. Logo, para Allport, mesmo os comportamentos que parecem ser controlados por influências externas, na verdade são controlados por forças internas.

A concepção de personalidade de Allport enfatiza a unicidade de cada indivíduo e os processos cognitivos e motivacionais internos que influenciam nossos comportamentos. Esses processos e estruturas internos incluem a psique, a inteligência, o temperamento, os reflexos, os impulsos, os hábitos, as habilidades, as crenças, as intenções, as atitudes, os valores e os traços.

A psique e a inteligência são, em grande medida, herdadas, e impõem limitações às possibilidades de alguém adaptar-se ao seu ambiente. O temperamento também é herdado, e é a face emocional da personalidade; o temperamento tem a ver, por exemplo, com as flutuações no humor e a velocidade de resposta frente a situações emocionais. Essas estruturas e processos são herdados, mas são formatados pelas experiências ambientais. Por exemplo, uma criança que é naturalmente ativa e excitada pode ter essas características alteradas pelo ambiente familiar caso os pais sejam extremamente severos e controladores.

Allport entende que, ao nascer, a criança é quase que completamente um produto da hereditariedade, mesmo que nem todas as tendências herdadas possam ser observadas no berço. Ao longo da vida, há uma constante influência biológica no desenvolvimento, contudo, na medida em que a pessoa amadurece mudanças também ocorrem por interação com o ambiente e as aprendizagens que acompanham essa interação. Na visão de Allport, com o amadurecimento psicológico, nos tornamos cada vez mais ativos, criativos, autoconfiantes e racionais, graças às experiências oferecidas pela relação com o meio físico e social. Nós nos tornamos progressivamente mais capazes de fazer escolhas conscientes e deliberadas sobre como agir no mundo.

No vídeo, vimos os atributos da pessoa psicologicamente madura (ou saudável) propostos por Allport. Vejamos outros aspectos que ele considera estarem relacionados à saúde psíquica:

  • Pessoas psicologicamente maduras são caracterizadas pelo comportamento proativo, ou seja, elas não apenas reagem ao ambiente, mas são capazes de agir conscientemente e de forma inovadora fazendo com que o ambiente reaja a elas. O comportamento proativo procura não apenas reduzir tensões existentes, mas também criar novas.
  • É mais provável que pessoas maduras sejam motivadas por processos conscientes do que pessoas psicologicamente não saudáveis, por isso elas são mais flexíveis e autônomas do que pessoas com distúrbios psíquicos que permanecem dominadas por motivações inconscientes enraizadas em experiências da infância.
  • Adultos saudáveis normalmente experimentaram uma infância sem traumas, ainda que a juventude possa ter sido conflituosa e sofrida.

-------------------------------------

Obras sugeridas:

“Theories of Personality”, 9 ed., de Richard M. Ryckman.

“Theories of Personality”, 7 ed., de Jess Feist e Gregory Feist.

“Pattern and Growth in Personality”, de Gordon Allport.

Apenas usuários cadastrados podem comentar
  • Nenhum comentário foi encontrado

LOGO

SOBRE O SITE  |  FALE CONOSCO

Copyright© 2016 - 2018 - Todos os direitos reservados.

The Best Bookmaker Betfair Review betfair cvisit from here.